10/10/2017 às 07:24:00

Governo cobra concessões para alavancar logística em MS

Redação
Concessionárias e o governo federal serão cobradas duramente, conforme o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), para que colaborem na correção de falhas logísticas no Estado. Entre as prioridades elencadas estão a retomada de investimentos em ferrovias e rodovias, antevendo sua interligação as rotas bioceânicas destinadas aos portos do Chile e Peru.

“Precisamos avançar os programas de concessões federais, enquanto já tivemos a retomada de investimentos com o Fundersul [Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário] para melhorar o escoamento da produção”, declarou o governador, nesta segunda-feira (9), durante encontro com jornalistas na sala de situação da governadoria.

Em contrapartida, Azambuja atribuiu passivos negativos na logística a perda de timming das gestões federais petistas que “demonizaram” as concessões antes da crise. Trecho sul-mato-grossense da rodovia BR-163, por exemplo, acabou outorgado a CCR MS Via há três anos.

No caso da combalida linha férrea, por outro lado, se cobra dos órgãos de regulação a revisão do contrato para que se defina metas de investimentos do modal apontado como alternativa de transporte a produção de grãos e celulose.

Balanço
Quanto aos investimentos estaduais em logística, o secretário de governo Eduardo Riedel listou terem sido concluídas a manutenção de 4 dos 18 mil quilômetros de rodovias, assim como a entrega de 100 das 240 pontes de concreto existentes no Estado.

Azambuja assegurou ainda que, diferente do ex-governador André Puccinelli (PMDB), não teria recorrido a empréstimos para financiar as obras de infraestrutura.
midiamax

Enquete

Mural de Recados

Postar Recado