06/12/2017 às 10:14:00

Projetos premiados no FETEC-MS são enaltecidos na Câmara

Redação


Por iniciativa dos vereadores Airton Castro (PDT) e Joana Darc Bono Garcia (PR), a Câmara de Nova Andradina reconheceu através de moção de parabenização, a relevância dos trabalhos apresentados pelos estudantes do município na FETEC-MS (Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul).

Entre finalistas e premiados, seis projetos foram destaque, a exemplo da chocadeira desenvolvida com materiais recicláveis em ambiente escolar (Escola Municipal João de Lima Paes), de autoria dos alunos Fabrício dos Santos Sene, Heitor Henrique de Moraes, sob orientação das professoras Hosana Teixeira e Cássia Monteschio, projeto este, entre os finalistas da Feira.

A incubação de ovo fora da casca utilizando métodos caseiros, também da Escola João de Lima Paes foi outro projeto finalista. Ele é de autoria da aluna Gabriele Lopes dos Santos e tem como orientadoras, as professoras Jaqueline Resende Lira e Hosana Teixeira Ferreira. Já o projeto “Armazenamento e aproveitamento de Águas Pluviais no Ambiente Escolar Socioambiental”, foi premiado com a 1ª colocação na categoria “Júnior 2017”.

A iniciativa, que leva a assinatura dos alunos Marina Pereira Batista, KaikyYuji dos Santos Almeida e Maria Eduarda Salomão Pereira,com orientação das educadoras Mara Marques e Elizete Cristina Pedro, da Escola Municipal Delmiro SalvioneBonin, também recebeu menção honrosa do Colégio Militar de Campo Grande.

Outro destaque é o projeto “Eficiência de substâncias atrativas na captura de moscas-das-frutas (díptera) em Goiabeiras, também finalista. Com orientação dos professores Silvana Polixel e Vitor Antônio Delai, o projeto foi desenvolvido pelos alunos Sarah Alves de Souza, Isabelle Lopes Teixeira e Fernanda Tainá Gonçalves dos Santos, da Escola Estadual Marechal Rondon.

Com foco na acessibilidade, os estudantes Douglas Porfírio Ferreira, Juliandro Rocha Ribeiro e Ranuir Lucas de Oliveira Irineu conquistaram uma viagem para Maceió, para reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência). Alunos do Instituto Federal, eles elaboraram material didático em braile para o ensino de química aos alunos com deficiência visual. A iniciativa tem orientação de Ricardo PiniCaramit.

E por fim, o desenvolvimento de um fotômetro baseado em sistema embarcado para o monitoramento de ácidos húmicos presentes no solo, foi destaque como finalista, recebeu menção honrosa da Famasul, conquistou o primeiro lugar na premiação (área de Ciências Agrárias e Engenharia Agrícola), além do prêmio “Melhor Trabalho” e credenciamento para a Febrace 2018. Carlos Henrique da Costa Silva, aluno do IFMS é o autor do projeto, orientado por Fernando Rodrigues da Conceição e André LuisViolin.

“Considerando a extensão do projeto e a tamanha representatividade de Nova Andradina, apresentamos esta moção de parabenização aos alunos, professores e instituições de ensino, que contribuíram com dedicação exclusiva de esforços para elevar o nome de nossa cidade como destaque na área científica de Mato Grosso do Sul”, justificam os autores da iniciativa.

Assessoria

Enquete

Mural de Recados

Postar Recado