29/12/2016 às 08:33:00

Trio suspeito de matar ex-vereador Alceu Bueno é preso na Capital

Redação

Uma mulher e dois homens suspeitos de matar o ex-vereador Alceu Bueno foram presos nesta quarta-feira (28) em Campo Grande. A prisão foi feita pelo Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros).

De acordo com o secretário da Sejusp  (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), José Carlos Barbosa, haverá uma coletiva com mais informações sobre o caso às 15h30 desta quinta-feira (28) no Garras.

Caso

O corpo do ex-político foi encontrado carbonizado e com sinais de estrangulamento na manhã do último dia 21 de setembro no Jardim Veraneio. Desde o momento em que o homem foi encontrado, por volta das 7 horas desta manhã, a polícia já divulgava que fortes indícios indicam que o corpo era do ex-vereador.

Um celular idêntico ao dele foi encontrado ao lado dos restos mortais e além de pinos de metais no braço do cadáver, iguais aos que o político tinha, como resquício de um acidente de motocicleta. Também foi encontrado, junto ao corpo carbonizado, distintivo semelhante ao que Bueno usava quando parlamentar, informações confirmada pela família dele. A confirmação, foi veio no fim da tarde, através da identificação das digitais.

José Alceu Padilha Bueno foi eleito em 2012 e renunciou em 2015 depois de ter sido flagrado em um motel com duas adolescentes, com menos de 18 anos. Ele foi indiciado por ‘favorecimento à prostituição ou de outra forma de exploração sexual de vulnerável’. Imagens de um vídeo no qual o ex-vereador aparecia com as garotas no motel chegaram a ser divulgadas à época.

Bueno alegou que era vítima de um esquema de extorsão, assim como o ex-deputado estadual Sérgio Assis, também flagrado no motel com as adolescentes. Três pessoas, Fabiano Viana Otero, Luciano Pageu e o ex-vereador Robson Martins, foram presos pelo crime.

 

midiamax

Enquete

Mural de Recados

Postar Recado