13/11/2017 às 13:13:00

RTRS apresenta certificação como alternativa viável para produtores na InterCorte

Redação


O evento irá promover o Congresso do GTPS no dia 16 de novembro

 

Entre os dias 15 e 17 de novembro, a cidade de São Paulo-SP irá sediar a última etapa da InterCorte em 2017. Nessa edição, serão discutidos os caminhos que estão sendo percorridos pela cadeia produtiva da carne bovina e as tendências futuras, de acordo com o que foi apresentado ao longo do ano. O evento também irá promover o Congresso do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS), que marca a comemoração dos 10 anos da história da iniciativa.

Um dos painéis do Congresso do GTPS, realizado no dia 16 de novembro, é denominado como “O papel das mesas redondas para a evolução contínua das cadeias de valor”. Nele, o Consultor Externo da Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS), Cid Sanches, irá apresentar e explicar os benefícios sociais, ambientais e econômicos promovidos pela certificação. Além disso, irá conceder um panorama sobre o trabalho realizado pela entidade no país.

“A primeira questão que irei abordar é que a certificação é uma adesão voluntária, o produtor deseja implantá-la porque ele visualiza benefícios para sua atividade certificando a fazenda. Prova disso é que as produções certificadas crescem todos os anos. Outro ponto de destaque é que a certificação RTRS pode facilmente auditar propriedades que possuem outras culturas e/ou outras criações, não se restringindo apenas a soja”, comenta Cid.

O objetivo desse painel é debater sobre o modelo de abordagem multistakeholder e de que forma contribui com as discussões e a implementação de práticas que efetivamente promovem a evolução das cadeias de valor. Além da RTRS, representantes do GTPS, da GRSB (Mesa Redonda Global de Carne Bovina Sustentável) e da Soja Plus irão participar do painel.

“Esse encontro com demais representantes de mesas redondas será uma excelente oportunidade para trocarmos experiências e opiniões. Estamos com grandes expectativas de incentivar os pecuaristas a aderir a processos que sejam ambientalmente corretos, economicamente viáveis e socialmente justos. A RTRS acredita que o trabalho em conjunto é essencial para se avançar na questão da sustentabilidade”, destaca.

Para mais informações sobre o evento, acesshttp://intercorte.com.br/saopaulo

Sobre a RTRS

Fundada em 2006, a Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) é uma iniciativa internacional pioneira formada pelos principais representantes da cadeia de valor da soja, como produtores, indústria, comércio, finanças e a sociedade civil. Os atores dessas diferentes áreas se reúnem em torno de um objetivo comum, garantindo o diálogo e a tomada de decisão por consenso. A missão da entidade é promover o uso e o crescimento da produção sustentável de soja e, por meio do Padrão RTRS de Produção Responsável da Soja, aplicável mundialmente, garantir uma produção ambientalmente correta, socialmente adequada e economicamente viável. É hoje o sistema mais confiável e avançado do mercado de soja brasileiro para alcançar a sustentabilidade. Atualmente a RTRS conta com mais de 200 membros dos países do mundo inteiro. Os princípios e critérios da RTRS são considerados um padrão multipartes que garantem o Desmatamento Zero na produção de soja responsável.www.responsiblesoy.org/pt.


Assessoria