03/08/2017 às 11:33:00

Paraguai mantém pena de 30 anos a brasileiro preso com 1.880 kg de cocaína

Ezequiel de Souza Gomes foi preso em 2012 e revelou a participação de policiais e promotores paraguaios com o narcotráfico

Redação

O Tribunal de Recursos, segunda instância da Justiça do Paraguai, confirmou a pena de 30 anos de prisão para o brasileiro Ezequiel de Souza Gomes, 37, preso em 2012 acusado de ser um dos maiores traficantes do departamento de Canindeyú, estado paraguaio vizinho de Mato Grosso do Sul.

Ezequiel e outros 19 traficantes foram presos na Operação Águia Negra, deflagrada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). Na época, ele fez revelações sobre o envolvimento de autoridades paraguaias com o narcotráfico e disse que recebia proteção de policiais e promotores.

Com a quadrilha do brasileiro, os agentes da Senad encontraram 1.880 quilos de cocaína, trazida da Bolívia através de rotas aéreas operadas pelos chamados “narcopilotos”.

Ezequiel e seus comparsas foram condenados em junho do ano passado, mas os advogados de defesa recorreram à segunda instância, que manteve as penas.

O oficial de polícia Domingo Maldonado também pegou 30 anos de prisão. Com penas que variam de 18 a 29 anos de sentença, foram condenados o financiador dos negócios ilícitos Gilberto Caballero, Juan Tenorio Rivera, o piloto Luis Roca, Martín Báez, Alex dos Santos, Alcidio Vázquez, Celso Ferreira, os também pilotos Gary Sosa, Luis Antelo, Jefferson Teixeira e Marcos Roca.

Também foram condenados o mecânico de aviões Reinaldo Báez, José dos Santos, Francisco Gimenez, Lídio Vera, Jair Alves, Hugo Paredes e Anastácio Ojeda.

Escolta da polícia – Quando o brasileiro foi preso, a Senad revelou que Ezequiel era o responsável pela logística de transporte de drogas e produtos de contrabando e os carregamentos contavam com proteção e até escolta de policiais paraguaios.

Quando morava em Salto del Guairá, cidade paraguaia vizinha de Mundo Novo (MS), Ezequiel também pediu proteção ao Ministério Público do Paraguai, afirmando que estava sofrendo coação e ameaçado de sequestro.

campograndenews

Enquete

Mural de Recados

Postar Recado